Pernambuco Nação Cultural

Texto


Avançada

COMO DOM QUIXOTE

Gilmar P. Lima

Descrição da Foto
Andei por mundos distantes
Enfrentei gigantes
Com minhas navalhas...

Fiz-me “cavalheiro andante”:
Pelo mundo, errante,
Venci mil batalhas.

Minha adorável amada
Era como fada!
Minha “Odisséia”!

Razão de minha jornada -
Força encantada –
“Doce Dulcinéia!”

Não sabes quanto sonhei...
Quanto desejei
Um abraço teu!

Imaginei um castelo
Num outono belo...
Teu peito no meu!

Oh, fantasias, fantasias...!
Vejo-me em meus dias
Pobre Dom Quixote

Que, lutando por amor,
Apenas lhe restou:
A Loucura e a Morte.

***

Baixar em formato PDF

Versão para impressão

O que achou deste texto?

Gostei

0 recomendações
1215 acessos

Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do portal Pernambuco Nação Cultural reserva-se o direito de apagar as mensagens.









Esse conteúdo foi criado e postado por:

Gilmar Pereira Lima

Autorizado por:
Ponto de Cultura CUCA Recife

em 05.06.2010 às 11h17


Tags

morte, fantasias, castelo, gigantes, cavalheiro, batalhas, amada, loucura

Direitos autorais:

  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil
  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil
  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil
  • Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil

Denunciar conteúdo impróprio

Lista completa


Conteúdo sob Licença Creative Commons